quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Questões de Vestibular: Revolução Francesa e Era Napoleônica


1. (FUVEST) "O fato relevante do período entre 1790 e 1830 é a formação da classe operária".

"Os vinte e cinco anos após 1795 podem ser considerados como os anos da contrarrevolução".

[Durante esse período] "o povo foi submetido, simultaneamente, à intensificação de duas formas intoleráveis de relação: a exploração econômica e a opressão política."

Essas frases, extraídas de A FORMAÇÃO DA CLASSE OPERÁRIA INGLESA do historiador E. P. Thompson relacionam-se ao quadro histórico decisivo na formação do mundo contemporâneo, no qual se situam
a) a revolução comercial e a reforma protestante.
b) o feudalismo e o liberalismo.
c) a revolução industrial e a revolução francesa.
d) o capitalismo e a contrarreforma.
e) o socialismo e a revolução russa.

2. (Cesgranrio) Durante a Revolução Francesa, a radicalização, típica da "Época da Convenção" (1792-5), caracteriza-se pela:
a) Promulgação da "Declaração Universal dos Direitos do Homem";
b) aprovação da "constituição civil do clero" por Luiz XVI;
c) instituição de um regime político e social de caráter democrático - o Diretório;
d) criação de tribunais revolucionários e a abolição dos direitos senhoriais;
e) pacificação da Europa, a partir da paz entre a França e a Inglaterra.

3. (Cesgranrio) A Revolução Francesa insere-se em um conjunto de profundas transformações históricas ocorridas na sociedade europeia da segunda metade do século XVIII. As etapas do processo revolucionário, entre 1789 e 1799, expressaram os conflitos sociais e os diferentes projetos políticos dos diversos grupos envolvidos na Revolução. Assinale a opção que relaciona corretamente a atuação de um desses grupos com uma etapa do processo revolucionário.
a) A reação armada do clero monarquista (refratário) contra os revolucionários determinou a instituição da Constituição Civil do Clero, em 1790, que garantiu o pagamento de indenizações e a devolução de suas propriedades confiscadas no início da Revolução.
b) A manutenção prolongada do Período do Terror, instituído pelos monarquistas, determinou a derrota dos segmentos revolucionários liderados pelos "sans-culottes" frente ao Golpe do 18 Brumário, em 1799, que elevou Napoleão Bonaparte à direção do Comitê de Salvação Pública.
c) A burguesia liberal definiu seu modelo de Estado com a promulgação da Primeira Constituição da França, em 1791, durante a Assembleia Nacional, que instituiu uma monarquia constitucional baseada no sufrágio censitário e na divisão dos poderes do Estado em executivo, legislativo e judiciário.
d) Os jacobinos extremistas, formados pela nobreza parisiense e provincial, retornaram ao poder com a Convenção Termidoriana, entre 1794 e 1795, anulando diversas conquistas revolucionárias, tais como a Lei do Preço Máximo e a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
e) Os camponeses, representados pelo Partido Girondino, formavam uma poderosa facção, cujo apoio popular permitiu que controlassem politicamente a Revolução durante a fase da Convenção Montanhesa, entre 1793 e 1794, na qual aboliram os privilégios feudais e a escravidão nos territórios coloniais franceses.

4. (Enem) Algumas transformações que antecederam a Revolução Francesa podem ser exemplificadas pela mudança de significado da palavra "restaurante". Desde o final da Idade Média, a palavra 'restaurant' designava caldos ricos, com carne de aves e de boi, legumes, raízes e ervas. Em 1765 surgiu, em Paris, um local onde se vendiam esses caldos, usados para restaurar as forças dos trabalhadores. Nos anos que precederam a Revolução, em 1789, multiplicaram-se diversos 'restaurateurs', que serviam pratos requintados, descritos em páginas emolduradas e servidos não mais em mesas coletivas e mal cuidadas, mas individuais e com toalhas limpas. Com a Revolução, cozinheiros da corte e da nobreza perderam seus patrões, refugiados no exterior ou guilhotinados, e abriram seus restaurantes por conta própria. Apenas em 1835, o Dicionário da Academia Francesa oficializou a utilização da palavra restaurante com o sentido atual.
A mudança do significado da palavra restaurante ilustra
a) a ascensão das classes populares aos mesmos padrões de vida da burguesia e da nobreza.
b) a apropriação e a transformação, pela burguesia, de hábitos populares e dos valores da nobreza.
c) a incorporação e a transformação, pela nobreza, dos ideais e da visão de mundo da burguesia.
d) a consolidação das práticas coletivas e dos ideais revolucionários, cujas origens remontam à Idade Média.
e) a institucionalização, pela nobreza, de práticas coletivas e de uma visão de mundo igualitária.

5. (Fei) Sobre o processo revolucionário francês, iniciado em 1789, é CORRETO afirmar que:
a) Foi um movimento conservador liderado pela aristocracia francesa, temerosa da ascensão das massas, principalmente parisienses.
b) Foi o movimento revolucionário que levou à universalização dos conceitos de "liberdade, igualdade e fraternidade".
c) Inspirou o movimento de libertação dos Estados Unidos da América, ocorrido anos depois.
d) Foi um movimento de inspiração socialista.
e) Levou a um aumento do poder real, inspirando o surgimento de teóricos do absolutismo.

6. (FGV) "Chegou a hora da igualdade passar a foice por todas as cabeças. Portanto, legisladores, vamos colocar o terror na ordem do dia."
            (Discurso de Robespierre na Convenção)

A fala de Robespierre ocorreu num dos períodos mais intensos da Revolução Francesa. Esse período caracterizou-se: 
a) pela fundação da monarquia constitucional, marcada pelo funcionamento da Assembleia Nacional.
b) pela organização do Diretório, marcado pela adoção do voto censitário.
c) pela reação termidoriana, marcada pelo fortalecimento dos setores conservadores.
d) pela convocação dos Estados Gerais, que pôs fim ao absolutismo francês.
e) pela criação do Comitê de Salvação Pública e a radicalização da revolução.

7. (FUVEST) Do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que:
a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida e apropriada por uma só classe social, a burguesia, única beneficiária da nova ordem.
b) fracassou, pois, apesar do terror e da violência, não conseguiu impedir o retorno das forças sócio-políticas do Antigo Regime.
c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas: uma revolução burguesa, uma camponesa e uma popular urbana, a dos chamados "sans-culottes".
d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, pois, ao garantir as pequenas propriedades aos camponeses, atrasou, em mais de um século, o progresso econômico da França.
e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, quanto do ponto de vista político, impediu que a burguesia a concluísse.

8. (Fuvest-gv) Na Revolução Francesa, foi uma das principais reivindicações do Terceiro Estado:
a) a manutenção da divisão da sociedade em classes rigidamente definidas.
b) a concessão de poderes políticos para a nobreza, preservando a riqueza dessa classe social.
c) a abolição dos privilégios da nobreza e instauração da igualdade civil.
d) a união de poderes entre Igreja e Estado, com fortalecimento do clero.
e) o impedimento do acesso dos burgueses às funções políticas do Estado.

9. (Mackenzie) A abolição da escravidão nas Colônias, a criação da Lei do Máximo, o estabelecimento do sufrágio universal, a criação do Tribunal Revolucionário e o Comitê de Salvação Pública, foram instituídos na Revolução Francesa, na fase:
a) Assembleia Nacional Constituinte.
b) Convenção Nacional.
c) Diretório.
d) Reação Termidoriana.
e) Monarquia Constitucional.

10. (Puccamp) No contexto histórico da Revolução Francesa, o episódio denominado "O Golpe do 18 Brumário", aconteceu
a) quando se inicia o regime do Diretório, período que se caracterizou pelos desmandos políticos.
b) no momento em que a Conjura dos Iguais propõe a tomada do poder à força e o fim da propriedade privada.
c) quando Napoleão, apoiado pelo Exército e pela alta burguesia, derruba o Diretório e chega ao poder.
d) no momento em que os monarquistas tentam voltar ao poder através de golpe, que foi sufocado por Napoleão Bonaparte.
e) quando Robespierre, Saint Just e seus companheiros do Comitê de Salvação Pública são mortos na guilhotina, pondo fim ao Terror.

11. (Puccamp) No contexto da Revolução Francesa, a organização do Governo Revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo... . Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário que tinha competência para punir, até a morte todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo revolucionário deu margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:
a) os Massacres de Setembro.
b) o Período do Terror.
c) o Grande Medo.
d) O Período do Termidor.
e) o Golpe do 18 de Brumário.

12. (Puccamp) “... ao contrário do que acontecia com a burguesia, a insatisfação dos camponeses e do proletariado urbano, por razões óbvias (...), não se manifestava politicamente (...). Porque as luzes dos filósofos não os atingiam, seu descontentamento perdia-se no silêncio e sua revolta terminava nos braços da repressão. (...) A existência de uma diferenciação social no interior do campesinato não impedia que um elemento os unificasse enquanto classe: a exploração feudal a que todos estavam submetidos. (...) esta exploração tornou-se mais odiosa e insuportável quando, para defender suas rendas, sempre insuficientes para seu trem de vida perdulário, os nobres lançaram mão de direitos feudais que há muito haviam caído em desuso."

O texto descreve uma realidade na qual pode-se identificar
a) os fatores responsáveis pela eclosão da Revolução Francesa.
b) as consequências socioeconômicas da Revolução Industrial.
c) o movimento da "Sans-culloterie" Parisiense.
d) a situação da classe trabalhadora no contexto da Revolução Gloriosa.
e) o sistema de exploração que favoreceu a acumulação primitiva necessária para a Revolução Industrial.

13. (UEL) Compõe o cenário em que se desenrolou a Revolução Francesa
a) o cercamento das terras públicas pelo Estado com a consequente expulsão dos camponeses para o trabalho na indústria.
b) o esgotamento da capacidade de ação da monarquia francesa frente às transformações vividas pelo país, assim como diante dos anseios políticos burgueses.
c) a defesa jacobina da manutenção dos monopólios coloniais com a impotência do Estado monárquico francês em atendê-los.
d) o apoio da monarquia francesa à Inglaterra por ocasião da guerra da independência americana, com o consequente desgaste interno do Estado.
e) a morte na guilhotina do rei Carlos I e de sua esposa, a rainha Maria Antonieta, depois de serem condenados por traição.

14. (UFES) "De 1789 a 1791 processou-se a transformação das Instituições do Antigo Regime, através dos debates e das decisões tomadas pela Assembleia Nacional Constituinte."
                        (Falcon, Francisco. A FORMAÇÃO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO. 13 ed., Rio de Janeiro: Campus, 1989, p. 56).

O texto anterior se refere à(s):
a) Revolução Americana, com a tomada do poder pela burguesia colonial eminentemente agrária em suas origens.
b) Revoluções Democrático-Burguesas, em que o liberalismo e o nacionalismo são determinantes na ideologia burguesa.
c) Revolução Francesa, na sua etapa final, em que o "Terror" expressa os claros desejos burgueses.
d) Revolução Francesa, na sua etapa inicial, com clara preponderância da burguesia na direção dos trabalhos.
e) Revolução Russa, no seu período final, quando as forças socialistas submetem a nobreza.

15. (UFMG) O Grande Medo de 1789 foi um dramático acontecimento histórico, ocorrido no interior da Revolução Francesa.
Todas as alternativas contêm afirmações corretas sobre o Grande Medo, EXCETO:
a) Fez parte de uma conjuntura marcada por numerosas agitações e insurreições urbanas e rurais.
b) Foi considerado pelos revolucionários e pelo povo, em geral, como um complô das hordas inimigas da ordem, do Rei e da Igreja.
c) Foi uma das faces da revolução camponesa que, durante os primeiros anos da Revolução Francesa, impulsionou e conduziu a revolução burguesa.
d) Foi um acontecimento fundamentado em reações coletivas de medo e pânico da população diante da divulgação de boatos.
e) Gerou fugas, medidas preventivas tais como ataques às propriedades aristocráticas e a decisão de armar a população para enfrentar os bandidos.

16. (UFPE) A Revolução Francesa é um marco na história da humanidade por ter produzido rupturas com o Antigo Regime. Qual das alternativas apresenta as mais importantes?
a) O assassinato do médico Marat, editor do jornal Amigo do Povo, por Charlotte Corday, provocou a radicalização entre os jacobinos.
b) A participação das mulheres na queda da Bastilha e o surgimento do grupo radical dos Girondinos.
c) O fim da servidão e dos privilégios feudais, a declaração dos direitos do homem e do cidadão, o confisco dos bens do clero, a reforma do Exército e da Justiça.
d) O fim da escravidão, a declaração dos direitos do homem, o código de Napoleão com reforma judiciária que confiscou as terras da aristocracia.
e) A secularização do clero, a República Jacobina, o comitê de Salvação Pública que condenou à morte os próprios líderes da Revolução.

17. (Ufrs) Na França pré-revolucionária, as pressões da aristocracia e dos "Parlements", assim como as brechas provocadas pela "Assembleia dos Notáveis" e pela convocação dos Estados Gerais, confirmam que
a) o absolutismo saiu fortalecido dessa conjuntura.
b) a revolução foi esvaziada pela ausência de um projeto político iluminista.
c) a revolução começou como uma tentativa aristocrática de recapturar o Estado.
d) o absolutismo foi substituído, em 1789, pela República dos "sans-culottes".
e) a revolução se radicalizou a partir da intervenção napoleônica.

18. (Ufrs) A Revolução Francesa de 1789 apresentou distintas fases com resultados diferentes. De qualquer forma, ela foi responsável pela eliminação do Antigo Regime e pela transformação da sociedade francesa e europeia da época. Assinale entre as alternativas abaixo, relativas aos resultados obtidos no campo, a que estiver INCORRETA.
a) Abolição da monarquia e criação de um amplo setor de pequenos proprietários rurais.
b) Eliminação da condição de servidão que se mantinha entre parte da população camponesa.
c) Abolição dos deveres e tributos discriminatórios feudais e reais que recaíam sobre as diferentes regiões e o campo.
d) Expropriação e venda das terras da monarquia, da Igreja e da aristocracia contrarrevolucionária aos burgueses e aos camponeses.
e) Transformação dos senhorios feudais em empresas agrícolas pela libertação do ônus do serviço militar e expulsão dos camponeses servis.

19. (UNESP) O secular regime absolutista, apesar de subvertido e abalado pela Revolução Francesa, reagiu e resistiu durante certo tempo. Assinale a alternativa que mais se identifica como efetiva ação contrarrevolucionária:
a) Rebelião de Camponeses na Vendéia, instigados e apoiados pela aristocracia.
b) Forte oposição ao Rei Luiz XVI, sustentada pela aristocracia que lutava pela manutenção de seus privilégios.
c) Manobra militar que resultou na tomada da Bastilha e na libertação de centenas de presos políticos.
d) Solução de compromisso entre a alta burguesia e a aristocracia para restaurar o absolutismo.
e) A fuga para o exterior de nobres e padres franceses, em busca de apoio da Guarda Nacional.

20. (Unirio) A Era Napoleônica (1799 -1815) marcou a conjuntura de transição do mundo moderno para o contemporâneo, alterando o equilíbrio de poder construído pelos Estados europeus. Sobre a Era Napoleônica, é correto afirmar que no:
a) 18 de Brumário (9/11/1799), o Diretório Nacional, controlado pelos jacobinos revolucionários, iniciou uma série de execuções políticas, o chamado "Período do Terror", encerradas pela conquista de Paris pelas forças napoleônicas.
b) Consulado (1799 -1804), os ideais revolucionários liberais da burguesia francesa tais como a promulgação do Código Civil e a reforma do ensino francês consolidaram-se.
c) Império (1804 -1815), a aliança política e a coligação militar com a Áustria e a Prússia permitiram o avanço dos exércitos franceses contra a Rússia e a decretação do Bloqueio Continental contra a Inglaterra.
d) Governo dos Cem Dias (1815), Napoleão convocou uma Assembleia Nacional Constituinte, que estabilizou politicamente o país, promovendo a paz com a Inglaterra e a destituição da Dinastia dos Bourbons do trono francês.
e) Congresso de Viena (1815), os princípios de legitimidade e equilíbrio, defendidos pelas monarquias europeias, garantiram a fixação das fronteiras francesas, reconhecendo as conquistas territoriais de Napoleão.


GABARITO1.C    2.D    3.C    4.B     5.B     6.E     7.C     8.C   9.B    10.C   11.B   12.A   13.B   14.D   15.B    16.C   17.C    18.E   19.A   20.B

Nenhum comentário:

Postar um comentário